quarta-feira, 26 de março de 2014

Deus não chama o sexo, Deus chama as pessoas


Apesar da tentativa de muitos de matar ou sepultar o ministério pastoral feminino no meio evangélico há um Deus que chama, capacita, sustenta, e até ressuscita suas servas para que continuem abençoando o reino e servindo às pessoas!

Introdução: A passagem bíblica de Atos 9 fala de uma pessoa que serviu a Deus através do serviço dedicado aos seres humanos. Uma mulher tão útil e importante para a sua comunidade que seus irmãos de fé e discípulos não puderam suportar a sua morte. Desta passagem bíblica nós poderemos ver e aprender a importância do serviço cristão para a vida e para a eternidade. Nós somos conhecidos pelo que fazemos. Tudo aquilo que temos interiormente se expressa no exterior. Dorcas foi uma serva dedicada e nós também devemos ser! Como podemos servir a Deus através do serviço às pessoas?

I – Desenvolva um Estilo de Vida Marcado Pela Devoção a Deus.

“Em Jope havia uma discípula chamada Tabita, que em grego é Dorcas, que se dedicava a praticar boas obras e dar esmolas. Naqueles dias ela ficou doente e morreu, e seu corpo foi lavado e colocado num quarto do andar superior”(Atos 9.36-37 NVI).

Antes de pensarmos em nós mesmos devemos considerar algumas questões ligadas à vida de Dorcas e quem sabe seremos estimulados por ela para desenvolvermos um estilo de vida abençoado e abençoador.

1) O modo de vida da serva Dorcas. a) Uma serva de Deus que revelava beleza interior. Ambos os nomes, Dorcas e Tabita, significam gazela.Isto revela que era uma mulher dotada de beleza física. Hoje nos comparamos mulheres bonitas com as flores e não com animais. 


O ponto destacado de sua história é que, mesmo sendo fisicamente bela, o que a tornou uma serva agradável foram as suas obras. Essa mulher viveu em Jope que também significa belo. Dorcas nos desafia a revelarmos nossa beleza interior que já foi transformada pelo poder do Senhor. b) Uma serva de Deus que revelava compromisso com o Mestre. Observe que ela é chamada de discípula. A palavra que a descreve é matheria usada somente no Novo Testamento e significa discípulo feminino. Evidente que assim que ela aceitou a Cristo e ao seu convite de segui-lo também poderia ser chamada de seguidora ou serva. Dorcas nos desafia a também servos discípulos de Jesus e nosso tempo e nossa geração.

Como é o seu modo de vida como servo(a) do Senhor? Você tem sido um cristão devotado e dedicado ao Senhor? Ele pode contar com sua beleza interior? Ele pode confiar a você como discípulo as tarefas e o cuidado de pessoas e de sua obra?

2) O ministério da serva Dorcas. a) Uma serva que praticava boas ações. Ela ajudava muito as pessoas que precisavam dela e doou de si mesmo. Havia muitas viúvas que não tinham agasalhos e roupas, e Dorcas recolhia os tecidos e fazia túnicas ou vestidos para elas. Dorcas também ajudava os mais pobres, que não podiam comprar nem os tecidos, e fazia roupas para eles. Essa mulher nos desafia a deixarmos as teorias a respeito de amar a Deus e amar ao próximo e colocarmos em prática o cuidado pelas pessoas. b) Uma serva que ajudava


financeiramente os mais pobres. Na realidade ela expressava sua piedade e amor ao Senhor cuidando dos “pequeninos de Jesus”. Muitas pessoas ganharam de presente de Dorcas as roupas de que precisavam e gostavam muito dela. Dorcas amava ao Senhor Jesus e fazia tudo com amor e boa vontade. Sempre que fazemos alguma coisa, devemos fazer com amor, porque fazemos para o Senhor. Essa mulher nos desafia a amarmos mais a Deus(e as pessoas) do que ao dinheiro ou aos bens materiais.

Como é o seu ministério como servo(a) do Senhor neste tempo? Você tem se envolvido regularmente nas práticas de boas obras? Você tem gasto de seu tempo, recursos e talentos para abençoar os menos favorecidos? As pessoas que têm necessidades podem contar com a sua ajuda? Você tem um coração generoso para ofertar? Você tem um coração obediente para dizimar?

3) A morte da serva Dorcas. a) Uma serva que ficou doente e morreu.Como acontece um dia as pessoas boas também ficam doentes e morrem. Nesse caso as boas obras cessaram bem como seus serviços de amor e de dedicação ao Senhor, seus irmãos e aos perdidos. Muitos dos seus amigos devem ter cuidado dela, dado remédios, feito para ela o jantar ou o almoço, acho até que algumas pessoas ficaram em sua casa para ajudá-la; mas nada disso adiantou e Dorcas morreu. Foi uma tristeza muito grande, porque Dorcas era muito querida. b) Uma serva que recebeu os preparativos para o enterro. Os mais próximos tomaram as providências para o seu funeral: lavaram o seu corpo e o colocaram no quarto no andar superior da casa. Estranhamente não deram seqüência aos preparativos do funeral como: preparar o corpo com ervas aromáticas e unguentos; enrolar o corpo em faixas de linho; conduzi-lo até o local onde deveria ser sepultado. Por que eles não fizeram isso? O quarto no andar superior era o local onde as pessoas se dedicavam à oração e as súplicas ao Senhor.

Como você imagina que vai ser o dia da sua morte? As pessoas estarão do seu lado? Sua morte será sentida por quem? Que tipo de gente estará cuidando dos preparativos? Não se esqueça um dia todos nós morreremos e a oportunidade de servir ao próximo é agora.

II – Desenvolva um Estilo de Vida Marcado Por Bons Desejos.

“Lida ficava perto de Jope, e, quando os discípulos ouviram falar que Pedro estava em Lida, mandaram-lhe dois homens dizer-lhe: “Não se demore em vir até nós”. Pedro foi com eles e, quando chegou, foi levado para o quarto do andar superior. Todas as viúvas o rodearam, chorando e mostrando-lhe os vestidos e outras roupas que Dorcas tinha feito quando ainda estava com elas”(Atos 9.38-39 NVI).

Os crentes que estavam ao lado de Dorcas naqueles dias difíceis de sua enfermidade não entregaram os pontos para a realidade da morte. E eles possuíam bons desejos e tinham atitudes que revelavam isso. O que passa pelo seu coração neste dia?

1) Os servos tinham esperança em seus corações. Ali perto de Jope, num lugar chamado Lídia, Pedro, o apóstolo do Senhor Jesus, estava pregando sobre o amor de Jesus às pessoas. Quem sabe o Senhor poderia usar a vida de Pedro para ressuscitar Dorcas? Eles tinham uma esperança e mandaram chamá-lo, dizendo assim: não se demore em vir nos encontrar aqui em Jope. Venha logo. Que fé revelaram aqueles amigos de Dorcas! De onde veio esta idéia? Eles sabiam que Pedro já havia ressuscitado outros pelo poder de Deus. Eles estavam dispostos a andar e percorrer qualquer distância para trazer aquela serva preciosa de volta à vida!

2) Os servos tinham preocupações em seus corações. Ainda que a esperança permeasse suas mentes e corações os problemas e as preocupações eram reais e constantes. Quando Pedro chegou a Jope, as viúvas vieram ao seu encontro chorando muito, porque estavam tristes pela morte de Dorcas, e mostraram-lhe as túnicas e os vestidos que ela fazia. Os servos lamentavam, choravam, sentiam a perda da querida irmã. O que tem preocupado o seu coração nesta manhã meu irmão? Qual é a situação que tem tirado o seu sossego minha amada irmã?

3) Os servos tinham heranças físicas e espirituais em seus corações. À que choravam e pranteavam aqueles irmãos e irmãs testemunham a respeito do quanto Dorcas tinha abençoado e marcado as suas vidas. De fato ela tinha impactado positivamente suas mentes e corações com os
seus exemplos de amor e serviço ao Senhor. À medida que mostravam as
roupas, túnicas, capas e outros objetos que Dorcas confeccionou e doou, eles tornavam públicas às obras que devem ser feitas sem publicidade. Essa era uma herança que Dorcas havi deixado. O que você tem deixado de herança na vida das pessoas com quem se relaciona?

III – Desenvolva um Estilo de Vida de Servo que Faça Diferença. “Pedro mandou que todos saíssem do quarto; depois, ajoelhou-se e orou. Voltando-se para a mulher morta, disse: “Tabita, levante-se”. Ela abriu os olhos e, vendo Pedro, sentou-se. Tomando-a pela mão, ajudou-a a pôr-se em pé. Então, chamando os santos e as viúvas, apresentou-a viva”(Atos 9.40-41 NVI).

Observe que aqueles servos que cuidaram de Dorcas e que foram atrás de Pedro para que aquela situação difícil fosse resolvida ainda não estavam no estágio de serviço que Pedro e Dorcas revelaram. Isso indica que devemos reconhecer que há entre nós diferentes níveis de serviço e de aprendizagem. Nossa meta é ouvir do Senhor a expressão: “servo bom e fiel”!

1) Exemplos do serviço de Pedro. Pedro fez todas as pessoas saírem da sala e orou ao Senhor. Quando terminou sua oração, olhou para Dorcas e disse: Levanta-te. Dorcas abriu os olhos e quando viu a Pedro, sentou-se; ele deu a mão a Dorcas e chamou a todos para verem que ela estava viva. a) O servo Pedro exigiu privacidade. Ele não queria fazer ou dar um espetáculo. Ele respeitou a morte e aquele momento diante do corpo da falecida. b) O servo Pedro ocupou-se em oração. Nenhum trabalho ou serviço é completo sem oração. Talvez você diga: “Também ressuscitar alguém é algo impossível e a oração é essencial”. Qualquer tarefa deve envolver a oração seria e responsável. c) O servo Pedro apresentou Dorcas as pessoas. O resultado do nosso trabalho deve ser revelado a todas as pessoas. E mesmo que você não fique falando dele ou outros verão e testemunharão.

2) Exemplos do serviço de Dorcas. Após ter sido ressuscitada a serva do Senhor abriu os seus olhos e sentou-se, muito embora a ordem dada por Pedro fosse que ela ficasse de pé. O que acontece conosco que nos impede de servir a Deus? a) A serva Dorcas abriu os olhos. Na maioria das vezes estamos de olhos fechados para as realidades espirituais, para as necessidades das pessoas e para as oportunidades de servir. Deus nos desafia nesta manhã e clama: “meu servo abra os seus olhos”,“minha serva abra os seus olhos”. Como estão os seus olhos? b) A serva Dorcas obedeceu às ordens. Na maioria das vezes estamos deitados ou sentados e assim não revelamos nossa prontidão para o serviço. 


Dorcas estava deitada naquela cama por algumas horas, é provável que seu cadáver estivesse enrijecido, suas articulações emperradas. O máximo que ela conseguiu foi sentar. Sentados estamos nesta manhã e o Senhor diz que devemos ficar de pé para revelar nossa prontidão para o serviço. c) A serva Dorcas aproveitou a nova oportunidade. Ela que serviu durante toda a sua vida estaria disposta a continuar servindo. Dorcas podia, agora, continuar a ajudar as pessoas como sempre fez! Dorcas era muito querida, porque amava a Deus e queria servir a Jesus e às pessoas.

O que é servir? Servir é trabalhar, é ajudar. Dorcas ajudava a muitas pessoas, fazendo roupas, costurando; Devemos sempre ajudar em casa, na escola, em qualquer lugar, porque Deus deu a cada um, um trabalho para fazer. 

 Vamos aprender com Dorcas, hoje, a servir as pessoas com amor e carinho.

IV – Desenvolva um Estilo de Vida de Servo que Reconheça os Desígnios do Soberano Deus.
“Este fato se tornou conhecido em toda a cidade de Jope, e muitos creram no Senhor. Pedro ficou em Jope durante algum tempo, com um curtidor de couro chamado Simão”(Atos 9.42-43 NVI). Um milagre como este impactou a vida daqueles servos como também impactaria a sua vida se Deus em sua soberania decidir agir assim em nosso meio. O que podemos aprender com este evento de Jope?

1) O servo que se submete ao senhorio de Cristo experimenta publicidade. O desafio é como tornar-se se público sem querer a glória e fama para si mesmo. A publicidade do fato deve ser dirigida a Deus. Aliás, ele nem precisa de nós para ser tornar conhecido. O milagre da ressurreição de Dorcas tornou a sua história e vida de serviço importante que foi registrada no livro de Atos. Pedro também se destacou e teve que ficar mais tempo em Jope. Mas toda glória deve ser dada a Deus. Tem muita gente em nossa geração que vive atrás da publicidade e isso não é a vontade de Deus.

2) O servo que se submete ao senhorio de Cristo precisa de percepção. O resultado mais desejado de um milagre é que as pessoas perdidas reconheçam o poder de Deus e sejam salvas por Ele, mediante nossa pregação pública e testemunho pessoal. O milagre nunca será um fim em si mesmo. A pessoa que o recebe também não pode ser. A pessoa por meio de quem Deus age muito menos. Isso para que o foco seja mantido em Deus que deve ser glorificado. Tem muita gente em nossa geração que vive pegando carona nas ações poderosas de Deus e gosta de ser exaltado e isso não é a vontade de Deus.

3) O servo que se submete ao senhorio de Cristo desfruta da providência. Deus abriu uma grande porta para Pedro em Jope. Uma casa foi aberta para ele permanecer e deste lugar ele teve a visão de expandir o Evangelho aos gentios. Toda vez que nos dispomos a fazer boas obras Deus vai expandindo oportunidade e derramando sobre nos sua provisão. Tem muita gente em nossa geração que vive pedindo bênçãos e mais bênçãos mais que não quer dividi-las com outras pessoas e isso não é a vontade de Deus.

Conclusões: Em que pese às tensões a respeito da possibilidade,legalidade ou correção do ministério da mulher no meio evangélico a discípula Dorcas continua desafiando homens e mulheres a servirem ao Senhor com dedicação e fidelidade. Não há como negar o papel e a importância do ministério de Dorcas nos primórdios da igreja cristã e como Deus usou sua vida para impactar a vida de outras pessoas. 


Sua vida como sua morte foram motivos de agregar pessoas e trazer gente aos pés de Jesus. Por que seu ministério(pastoral, discipular, diaconal ou social) era útil às pessoas e agradável aos olhos de Deus teve o privilégio de ser ressuscitada e experimentar a possibilidade de continuar sendo benção nas mãos do Senhor!  Apesar da tentativa de
muitos de matar ou sepultar o ministério pastoral feminino no meio evangélico há um Deus que chama, capacita, sustenta, e até ressuscita suas servas para que continuem abençoando o reino e servindo às pessoas!

Que Deus te abençoe!



Ministro Carlos Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se alimentou? me faça feliz!
comente!

Me faça feliz, Comente!

Seguidores